Como criar e comunicar a cultura da uma empresa2020-06-17T13:59:08+00:00

Project Description

Como criar e comunicar a cultura da uma empresa

17 Junho, 2020

A cultura empresarial diz respeito não só aos valores que orientam a organização, como compreende toda a dinâmica relativa à missão que guia o serviço, à organização interna dos trabalhadores e todos os outros pormenores relativos à gestão do dia a dia na empresa.

Pode dizer-se que a cultura organizacional é o ADN de uma empresa, transversal a todas as pessoas, equipas e serviços prestados. Consequentemente, também se torna a imagem que projetamos para o exterior, pelo que é seguro dizer que todas as vertentes do negócio são afetadas.

Qual a importância de ter uma cultura organizacional bem definida?

A cultura empresarial deve funcionar como um guia realista, possivelmente estabelecido num documento, pensado e elaborado pelos líderes da organização. Este deve ser adaptado ao ambiente que se quer construir dentro da empresa, podendo ser atualizado sempre que que se considere oportuno.

Os colaboradores devem tomar conhecimento destes conceitos, logo aquando da sua entrada na empresa, para que “vistam a camisola” da organização desde o primeiro dia. Isto quer dizer que todos os funcionários devem conhecer e interiorizar os valores e a missão da empresa e estabelecerem um compromisso para com os seus objetivos.

Esta dinâmica é fundamental para o sucesso do processo de integração de novos colaboradores nas empresas. O alinhamento com a identidade da empresa faz com que os colaboradores atribuam um maior sentido e propósito ao seu trabalho, confiando na relevância do serviço que prestam à empresa.

Isto gera um clima de felicidade e confiança, o que potencia melhores resultados, novas ideias e atrai novos potenciais colaboradores, com novas valências, que também se identifiquem com a cultura da empresa.

E para os clientes?

A cultura empresarial também é a imagem que a organização deixa transparecer para o mundo exterior e tem uma relação direta com o nosso posicionamento no mercado. Ou seja, não importa apenas prestar atenção ao seu impacto interno, mas importa também refletir como é que a nossa cultura está a ser comunicada para o público externo, no qual constam clientes e parceiros da empresa, entre outros.

Ter uma identidade de marca coerente, a nível visual e comportamental, ter uma equipa funcional, com comunicação ativa, pronta a dar resposta, e bons relacionamentos entre colegas de trabalho, são algumas alavancas na produtividade e na eficiência, o que naturalmente tem um reflexo positivo no serviço prestado e na imagem que se transmite aos clientes.

Mais do que nunca, na atualidade, importa ter uma cultura empresarial bem delineada e comunicá-la para o público interno e externo da organização. Esta identidade é o que distingue as empresas, sendo os meios disponíveis para perpetuar esta comunicação cada vez mais, desde redes sociais e website, a newsletters, documentos internos e eventos.