Neuromarketing: Marcar a diferença agora2021-03-24T16:10:05+00:00

Project Description

Neuromarketing: Marcar a diferença agora

24 Março, 2021

.

Já está a preparar a reabertura do seu negócio e quer saber como conseguir o maior impacto e satisfação dos consumidores? Tenciona reforçar a comunicação do seu serviço e pretende perceber qual o nível de repetição de anúncios que é tolerado? Quais os estímulos sensoriais em que deve apostar para aumentar o volume de vendas?

Estas são apenas algumas das questões respondidas pelo neuromarketing, a combinação entre neurociência e marketing. Consiste, essencialmente, em avaliar as reações do cérebro e do sistema nervoso aos estímulos gerados por anúncios, produtos e experiências de consumo.

Determinar quais os tipos de estímulos comerciais que despertam os consumidores possibilita às empresas focarem as suas estratégias de marketing no perfil adequado, favorecendo a conexão emocional e lealdade dos clientes.

Apesar de cada consumidor ter diferentes valores e compreensões, através de comportamentos, emoções ou reações inconscientes é possível desvendar as suas motivações de compra.

Para delinear as estratégias de marca eficientemente existem técnicas que devemos considerar:

Despertar emoções: O storytelling permite criar uma conexão afetiva entre a marca e o comprador.

Branding sensorial: Utilizar os cinco sentidos para envolver o consumidor na experiência de compra induzindo estímulos auditivos e visuais resulta na inconsciente preferência por determinado estabelecimento ou produto.

Gatilhos mentais: A escassez e a urgência de adquirir as “últimas unidades!” são bastante eficazes uma vez que, o medo de ficar sem algo, influencia a uma compra impulsiva e aumenta o valor percebido do produto ou serviço.

Mais imagens e fontes simplificadas: Os textos necessitam de mais tempo e análise para serem assimilados, por isso, deve-se facilitar a leitura com fontes de texto simples. Vídeos, e-books, brochuras e cartões são formas de captar mais emoções nos consumidores e as imagens são rapidamente entendidas e associadas ao negócio.

Psicologia das cores: Os tons afetam as pessoas e provocam associações a sentimentos. Por exemplo, sabemos que o vermelho representa o amor, perigo e urgência e, por outro lado, o branco significa paz, simplicidade e leveza.